Architecture for Voice, Video and Integrated Data

Cisco Unified Communications

Archive for the ‘CUCMS’ Category

Processo de Inicialização Telefone Cisco (Boot Cisco Phone)

Posted by ligiavillarinho em 08/07/2016

image

 

 

Passo 1: PoE
Quando um phone Cisco é conectado a uma porta do switch Cisco com suporte PoE, o switch envia a alimentação de energia para ligar o Phone.

Passo 2: Imagem de Boot
Quando Phone liga ele roda um bootstrap e carrega o firmware que está armazenado em sua memória flash, com essa imagem carregada o Phone pode inicializar seu sofware e hardware.

Passo 3: VLAN de voz
O switch Cisco envia um pacote CDP ao Phone, informando qual é a VLAN que o Phone deverá utilizar para trafegar voz, a Vlan de Voz.

Passo 4: DHCP
O Phone envia uma requisição broadcast para o DHCP Server. O servidor DHCP responde com as informações, tais como IP, mascara, gateway, dns e opção 150. A Opção 150 informa o endereço do servidor TFTP de onde o Phone IP deverá baixar os arquivos de configuração.

Passo 5: TFTP
Agora que o Phone conhece o IP do servidor TFTP ele requisita os arquivos de configuração (“.cnf.xml”), onde consta a lista dos CallManagers(CUCM)/Callmanager Express(CME) onde o Phone deverá se registrar. Obs:Em muitos ambiente o proprio Callmanager também é TFTP.

Passo 6: Registro do Phone IP
O Phone vai se registrar no Cisco CallManager (CUCM) ou no CallManager Express (CME).

Anúncios

Posted in Callmanager, Callmanager Express, CCNA Voice, CUCMS, IP Phones | Leave a Comment »

Procedimento de Configuração de gravação built-in Bridge (BIB) – CallManager

Posted by ligiavillarinho em 06/07/2016

1 Built-in Bridge (BIB)

Este guia descreve os procedimentos de configuração necessárias para o sistema de gravação ativa de chamadas para interoperabilidade com o Callmanager e telefones que têm capacidade de built-in-Bridge(BiB), ou seja, os telefones que suportam BiB (Built-In-Bridge) fazem a duplicação dos pacotes RTP e os enviam para o gravador.

2 Arquitetura

O sistema de gravação de chamadas via Built-in-Bridge é utilizado para monitoramento de chamadas e capacidade de gravação disponível na 3ª geração de telefones da Cisco e mais antigos. Quando a chamada é iniciada, o CallManager envia para o gravador pacotes de dados que contém informações sobre a chamada gravada, tais como device names, directory numbers, and cluster IDs. Ao mesmo tempo o CallManager instrui telefone IP para enviar pacotes de dados de mídia para o servidor de gravação.

 

image

3 Pré-requisitos

Abaixo os pré-requisitos utilizados neste método de gravação:

1) Phones com capacidade built-in Bridge (BIB)

2) Cisco Unified Communications Manager versão 8.5 ou mais recente

4 Identificar os devices que suportam gravação

O Cisco Unified Reporting pode ser usado para gerar uma lista completa de dispositivos que suportam monitoramento e gravação para um determinado release e device pack. Para fazer isso, siga estes passos:

1. Inicie Cisco Unified Reporting by usando um dos metodos abaixo:

a. Escolha Cisco Unified Reporting na Navegação do menu no Cisco Unified Communications Manager Administration e clique Go.

b. Escolha File > Cisco Unified Reporting no Cisco Unified Real Time Monitoring Tool (RTMT) menu.

c. Entre https://<server-name-or-IP-address&gt;:8443/cucreports/ e digitando seu nome de usuário e senha autorizada

2. Clique System Reports na barra de navegação.

3. Na lista de relatórios exibida na coluna da esquerda, clique na opção

4. Na lista de relatórios exibida na coluna da esquerda, clique na opção Unified CM Phone Feature.

5. Clique no Generate a new report link para gerar um novo report, ou clique em Unified CM Phone Feature List caso o report já exista.

6. Para gerar um relatório de todos os dispositivos que suportam a gravação, escolha estas configurações dos drop-down e clique no botão Submit:

a. Product: All

b. Feature: Record

7. O List Features pane exibe uma lista de todos os dispositivos que suportam o recurso de gravação.

image

5 Configurando o Cisco CallManager

5.1 Crie um SIP profile para comunicação com o gravador

Device > Device Settings > SIP Profile no Cisco Unified Communications Manager Administration para criar SIP profile para o trunk com o recorder.

A figura a seguir ilustra como criar o SIP profile para o recorder.

image

5.2 SIP Trunk Security Profile

System > Security Profile > SIP Profile opção de Menu em Cisco Unified Communications Manager Administration para criar o SIP Trunk Security profile para conexão com Gravador.

· Selecione Incoming Transport Type >TCP+UDP. (Dependendo do gravador pode ser necessário utilizar apenas UDP por isso alinhe essa informação com responsáveis pelo gravador)

· Selecione Outgoing Transport Type > TCP. (Dependendo do gravador pode ser necessário utilizar apenas UDP por isso alinhe essa informação com responsáveis pelo gravador)

· Desmarque a opção Enable Digest Authentication

· Selecione Device Security Mode para Non Secure.

Obs.: Existem casos de integrações com alguns gravadores em que é necessário alterar o campo Outgoing Transport Type para utilizar o protocolo UDP.

image

5.3 SIP Trunk

Device > Trunk opção de Menu no Cisco Unified Communications Manager Administration para criar o SIP trunk que aponta para o gravador.

Percorra até a seção SIP Information e configure:

· Destination Address deve apontar para endereço IP ou nome do Gravador.

· Destination Port deve corresponder a porta que o gravador está ouvindo as mensagens vindas do CUCM. Default 5060

· Selecione o SIP Trunk Security Profile criado anteriormente

· Selecione o SIP Profile criado anteriormente

image

5.4 Recording Profile

Device > Device Settings > Recording Profile opção de Menu em Cisco Unified Communications Manager Administration.

O recording profile é criado para que o telefone saiba para onde ele enviará os pacotes duplicados.

No campo Recording Destination Address é inserido o número que associa o gravador com este recording profile. Este número deve ser roteavel para o SIP trunk e nenhum usuário deve chamar diretamente este número. Verifique se este número não colide com o plano de numeração existente.

image

5.5 Route Pattern

Call Routing > Route/Hunt > Route Pattern no menu de opções do Cisco Unified Communications Manager Administration para criar o route pattern para conexão com recorder SIP trunk:

· A Route Pattern deve corresponder ao Recording Destination Address criado anteriormente no recording profile.

· No campo Gateway/Route List selecione o SIP Trunk que aponta para o gravador, ou selecione a route list a que o SIP Trunk com o gravador é membro.

image

5.6 Habilitando Built-in-Bridge para todos os phones (opcional)

Built-in -Bridge pode ser ativado por telefone ou para todos os telefones.

Para habilitar o Built-in-Bridge em todos os telefones, acesse System > Service Parameters.

Alterar a seguinte opção:

· Clusterwide Parameters (Device – Phone) -> Built-in Bridge Enable

image

5.7 Configurar o tom para gravação (Opcional)

É possível configurar em Service Parameters a opção para que um tom(bip) seja tocado para somente para o agente, somente para o cliente, ou para ambos, quando a chamada em curso é gravada.

Vá em System > Service Parameters .

Modifique a opção correspondente, conforme necessidade em Clusterwide Parameters (Feature Call Recording).

Segue abaixo a imagem que ilustra a configuração já realizada:

image

6 Configurando phones

6.1 Habilitando Built-in-Bridge nos phones

Device > Phone no Cisco Unified Communications Manager Administration selecione> On em Built-in-Bridge.

image

6.2 Habilitando gravação em line appearance

Device > Phone configure a line appearance do phone

· Para ativar a gravação, selecione Recording Option na line appearance com as opções abaixo:

§ Automatic Call recording Enables

§ Selective Call Recording Enabled

· Em Recording Profile selecione a opção configurada anteriormente.

image

 

7 Application User

User Management>Application Users
A maioria dos gravadores utilizam um application user do CUCM com privilégios de CTI para pegar algumas informações dos dispositivos que serão gravados.
Por isso, em alguns casos é necessário criar esse application user criado para o gravador e adicionar o dispositivo gravados (device phone e device profile).

Esse usuario deve ser informado ao mantenedor do gravador.

 

image

 

8 Liberação de firewall

· TCP/UDP Ports for SIP Trunk Signaling Data

· UDP Ports Range for RTP Media Data

http://www.cisco.com/c/en/us/td/docs/voice_ip_comm/cucm/port/9_1_1/CUCM_BK_T2CA6EDE_00_tcp-port-usage-guide-91/CUCM_BK_T2CA6EDE_00_tcp-port-usage-guide-91_chapter_01.html

 

 

Agradecimento pelo documento: Fernando Barbosa

Posted in Callmanager, CUCMS, Media Sense, Uncategorized | Leave a Comment »

Hotline com aparelhos SIP + Prime Line + All Calls

Posted by ligiavillarinho em 05/02/2013

Post criado por Henrique Cosmo Ferreira

Recentemente um grande cliente fez upgrade do cluster de CUCM da versão 7.1.3 para 8.6(2a)SU2 e adquiriu diversos IP Phones 9971 para os chefes que utilizam várias linhas com hotline, somente para falar com suas secretárias…eis que surge um grande incômodo: hotline (PLAR) com aparelhos SIP. No meu caso só utilizei o 9971, mas o sintoma deve ser o mesmo em outros modelos SIP.

No link abaixo você pode acompanhar como o hotline é configurado (pré-requisito):
https://avvid.net/2009/11/05/hotline-no-callmanager/
Aí você configura tudo para o aparelho SIP, aperta o botão e….nada acontece. A ligação não inicia.

A Cisco explica:
Ao contrário dos aparelhos SCCP, os aparelhos SIP coletam dígitos localmente antes de enviá-los (em bloco, por default) para o CUCM. Os SIP phones usam um dial plan local para saber quando os dígitos foram suficientemente entrados e também para iniciar um INVITE com os dígitos coletados.

Os aparelhos mais novos conseguem “imitar” o SCCP utilizando o KPML (Key Press Markup Language), enviando dígito a dígito para o CUCM. Já com o SIP Dial Rule, os padrões de dígitos são pré-definidos e serão coletados localmente no aparelho antes de enviar ao CUCM, podendo nem mesmo chegar ao CUCM, diminuindo overhead de processamento e consumo de banda.

Explicação mais detalhada dos conceitos de SCCP, SIP Phones e Dial rules em

https://supportforums.cisco.com/docs/DOC-21748

Se tiver muitos aparelhos, a Cisco recomenda que seja efetuada a mudança na SIP Dial Rule fora do horário comercial, pois o servidor TFTP pode ficar sobrecarregado ao recriar todos os arquivos de configuração dos aparelhos.

Para que um aparelho SIP funcione com PLAR é necessário configurar uma regra SIP com rota nula especificando o botão (linha) e então associá-la na configuração do aparelho:

1) Call Routing -> Dial Rules -> SIP Dial Rules;

2) Add New -> 7940_7960_OTHER (no meu caso)-> Nome e Description;

3) Em Pattern Description preencha como Linha2, por exemplo, e clique em “Add Plar”;

4) Em Dial Parameter, troque para “Button” e digite no campo Value qual linha utilizará o Hotline. Você pode verificar a numeração na configuração do aparelho (Device->Phone). A linha principal é o button 1 e assim por diante. Depois clique em “Add New Parameter” e não preencha nada;

5) Salve e vá para a configuração do aparelho no qual deseja aplicar esta regra. Em “SIP Dial Rules” selecione a regra criada e efetue um restart no aparelho.

Importante: Se o número do botão não for especificado, todas as linhas serão consideradas Plar.

OK. Agora você aperta o botão da linha configurada com a CSS/Partition correta (além do aparelho já estar configurado com o SIP Dial Rules correto) e o hotline funciona!

A ligação é originada apenas apertando o botão da line. Entretanto, digamos que você tenha utilizado um aparelho 99XX e, após acionar o PLAR e desligar normalmente, lembrou que precisa falar com outra pessoa e para tal, usará a linha principal. Você retira o aparelho do gancho e percebe que o hotline é acionado novamente. Ou seja, a última linha usada foi tomada novamente ao retirar o handset do gancho (o que no meu cenário é inviável, passível de reclamações, pois a linha principal possui CSS com todas as permissões, sendo necessário assim, apertá-la toda vez para efetuar ligações).

Isso não é um bug (apesar de ser documentando como um Product Enhancement em CSCtb41806 e CSCtt96205), é o funcionamento normal desta linha de aparelhos.

Solução 1 – Always use Prime Line

Até antes de começar a escrever este post, usei como workaround a opção “Always use Prime Line”, habilitando-o na configuração do aparelho. Como o nome já diz, a linha primária sempre será usada. Sempre mesmo. Seja ligação de saída ou entrada, o que gera outro incômodo:

USER Aàchama a segunda linha do USER Bà USER B retira o aparelho do gancho para atender à Ouve tom de discagem da linha primária e precisa apertar o botão da linha que está tocando e o botão “Atender” para iniciar a conversa.
Apesar de resolver o incômodo de sempre ter que apertar a linha primária para discar, o “always use prime line” faz com que o usuário tenha que selecionar a linha que estiver tocando (caso não seja a primária) para então atender.

Veja que não há mais o problema ao originar uma ligação:

USER Aàaciona hotline e fala com a secretária àtermina a conversaà põem no gancho à retira do ganchoà linha primária é acionada à faz uma nova ligação para fora utilizando a linha primária.

Solução 2 Show All Calls on Primary Line

Na verdade o engenheiro do PDI já havia me informado da função “Show All Calls on Primary Line” como workaround, mas após vários testes, não obtive sucesso. Eu já havia desistido e até apresentei ao meu cliente a solução 1, com suas vantagens e desvantagens. Mas ao tentar uma última vez antes de iniciar a escrever este post, encontrei outra opção que deixou a solução mais parecida com o cenário que todos estamos acostumados.

No meu caso, como foi feito upgrade para a versão 8.6(2a)SU2, não foi necessário instalar device package algum para habilitar o all calls na página de configuração do aparelho (a versão 8.6(2a) não a contempla). Além disso, no 9971 o firmware 9.2(2) informado no bug ID não funcionou (funciona com o firmware 9.3-2 e outros mais recentes).

Se você utiliza uma versão antiga do 8.6.x, tente o seguinte devicepack informado no CSCtt96205: cmterm-devicepack8.6.1.21015-1.cop.sgn.

Habilitar o “Show All Calls on Primary Line” na página de configuração do aparelho, faz com que você possa atender as ligações de qualquer linha ao tirar o aparelho do gancho, como estamos acostumados em outros aparelhos SCCP. Isto resolve o problema da Solução 1, ou seja, não é mais necessário escolher a linha que está tocando e depois apertar o botão “Atender”. Basta retirar o handset do gancho para atender. Porém, ao fazer uma nova ligação, você perceberá que a última linha usada será tomada novamente. A linha primária não será selecionada automaticamente.

Para resolver, habilite também a opção “Revert to All Calls” ainda na configuração do aparelho.

Pronto. Ao término de uma ligação em qualquer line, a linha primária sempre estará selecionada para a próxima ligação e no caso de uma ligação entrante, você pode atender somente levantando o handset.

Referência:

SIP (PLAR):
http://www.cisco.com/en/US/docs/voice_ip_comm/cucm/admin/5_0_1/ccmsys/a08sip.html#wp1157604

SIP Dial rules:
http://www.cisco.com/en/US/docs/voice_ip_comm/cucm/admin/8_6_1/ccmcfg/b03sdial.html

Configuring Private Line Automatic Ringdown (PLAR): http://www.cisco.com/en/US/docs/voice_ip_comm/cucm/admin/8_6_1/ccmcfg/b03dn.html#wp1338158

Features, Templates, Services, and User Setup:

http://www.cisco.com/en/US/docs/voice_ip_comm/cuipph/9971_9951_8961/9_0/english/admin_guide/P567_BK_CEC6105C_00_admin-guide-8961-9951-9971_chapter_01000.html

Posted in Callmanager, CUCMS, IP Phones, SIP | 1 Comment »

Cisco Unified Mobility

Posted by ligiavillarinho em 18/03/2012

A Feature Cisco Unified Mobility é composta de duas funções

Cisco Mobile Connect: é possivel configurar um número de destino geralmente um celular para ser utilizado como um ramal para chamadas entrantes isto é a ligação tocará no phone do usuário e tambem no celular onde é possível anteder no celular e quando o usuário chegar na mesa é possível capturar a ligação no phone. Caso o usuário esteja com uma ligação em andamento no phone é possível capturar pelo celular. Esta função é conhecida como Single Number Reach em PABX.

Cisco Unified Mobile Voice Access (MVA): é possivel configurar um número geralmente um celular para realizar ligações saidas mesmo quando o usuario está fora da empresa como se estivesse diretamente ligado ao Cisco Unified Communications Manager.Esta função é conhecida como DISA em PABX.

Neste exemplo foi configurado apenas Cisco Mobile Connect pois realiza apenas configurações no CUCM. No Cisco Unified Mobile Voice Access (MVA) é necessario realizar configurações também no Voice Gateway.

1 – Verificação do Serviço

Verifique se o Serviço Cisco Unified Móbile Voice Access Service está ativado percorra Control Center > Feature Services e verifique. Caso não esteja percorra até Tools > Service Activation e ative o serviço.

clip_image002

2- Configuração End User

Percorra até o End User do usuário a ser a realizada a configuração

assinale as opções Enable Mobility e enable Móbile Voice Access para sincronizar com mobile connect

clip_image004

As duas opções assinaladas vão consumir 4 unidades de licença

Que pode ser verificado em License Unit Calculator > Mobility Enabled End Users

3 – Configuração Mobility softkey template

Configure um Mobility softkey para utilizar nos phones que irão utilizar o Mobile Connect.

· Escolha Device > Device Settings > Softkey Template

· Para criar um novo template, click Standard User e click Copy

clip_image006

· Digite um nome e uma descrição para o Softkey template criado e click Salvar

clip_image008

· Selecione Configure Software Layout e Go no menu Related Link

· clip_image010

· Selecione On Hook no menu

· Adicione Mobility para Softkeys selecionados e click Save

clip_image012

· Selecione Connected no menu

· Adicione Mobility para Softkeys selecionados e click Save

clip_image014

· Abra o Phone do usuario que utilizará a função móbile connect e selecione o Softkey Template.criado

· Escolha o end user em Owner User ID

· Click Save.

clip_image016

4- Criação da Access List

Crie listas de acesso para Mobile Connect, atribuindo a cada lista para um usuário criado Mobile Connect e especificando se a lista é para permitir ou bloquear.

Neste caso será para permitir

· Escolha Call Routing > Class of Control > Access Lists.

· Click Add New.

· Name > o nome do profile no caso utilizei um login de rede com a indentificação – accesslist

· Crie uma descrição a sua escolha

· Onwer > selecione o end user

· Selecione se Access list será de liberação ou bloqueio.

· Save

clip_image018

· Add Member

clip_image020

5 – Configurando Remote Destination Profiles

O Remote Destination profile contém os parâmetros que se aplicam a todos os principais destinos remotos do usuário.

· Escolha Device > Device Settings > Remote Destination Profile.

· Click Add New.

Configure os parametros abaixo:

Name> o nome do profile no caso utilizei um login de rede com a indentificação –remote.

User ID: utilizar o end user a ser configurado

Device Pool, CSS

clip_image022

· Save

5.1 – Configure Remote Destinations Profile

Configurando o ramal que utilizará Mobile Connect

clip_image024

Configure preenchendo o campo Directory Number, partition e CSS

clip_image026

6 – Configurando Remote Destination

Depois de criar remote destination profile e Access list . Configure o remote Destination com um numero de celular para receber as ligações transferidas do ramal.

Escolha Device > Remote Destination

Name: o nome do profile no caso utilizei um login de rede com a indentificação – remote.

Answer Too Soon Timer: Insira o tempo mínimo que deve passar ates do remote destination (número celular configurado) ser atendido. Range: 0 a 10.000 milissegundos Padrão: 1.500 milissegundos

Answer Too Late Timer: Insira o tempo maximo que deve passar ates do remote destination (número celular configurado) ser atendido.

Range: 10.000 – 300.000 Padrão milissegundos: 19.000 milisegundos

Delay Before Ringing Timer: Digite o tempo que decorre antes que o remote destination (número celular configurado) toque quando uma chamada é transferida do ramal(DN) configurado. Range: 0 – 30.000 milissegundos Padrão: 4.000 milissegundos

Remote Destination Profile: Selecione o end user configurado anteriormente

Ring Schedule: É possível configurar os dias e horário que a ligação não deve ser enviada para remote destination (número celular configurado).

· Save

clip_image028

Posted in Callmanager, CUCMS | 1 Comment »

Conheçam o Cisco Unified Communications Management Suite

Posted by loliveira em 23/12/2011

Galera, achei um video bem explicativo abordando as principais ferramentas que compõem a suite de gerenciamento de comunicações unificadas da Cisco, que é composto de:

Cisco Unified Operations Manager (CUOM)
Cisco Unified Provisioning Manager (CUPM)
Cisco Unified Service Statistics Manager (CUSSM)
Cisco Unified Service Monitor (CUSM)

Link do vídeo : http://www.cisco.com/assets/prod/voice/flash/ucms/ucms.swf
[Ouvindo a musiquinha da até vontade de configurar esta solução. hehe]
Obs: No Google Chrome não abriu :(….. mas no Firefox e IE funfou de boa ! 😀

Posted in CUCMS | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: