Architecture for Voice, Video and Integrated Data

Cisco Unified Communications

Archive for the ‘UCS’ Category

OVA Template–Disk Provisioning

Posted by ligiavillarinho em 15/06/2016

Durante a instalação de Callmanager, Unity, UCCX e etc sempre nos deparamos com a duviva de qual Disco escolher, então este post vale como lembrete.

 

 

Thick Provision Lazy Zeroed – é um disco onde todo o espaço é alocado no momento da sua criação desta maneira qualquer dado que exista no dispositivo físico é mantido no momento da criação, e só são zerados no momento em que a máquina virtual vai escrevendo seus dados. (recomendado)

Thick Provision Eager Zeroed – é um disco que aloca todo o espaço necessário no momento da sua criação. A diferença para o formato “lazy”  é que os dados existentes no dispositivo físico são todos zerados no momento da criação. O tempo de criação deste tipo de disco pode demorar mais que os demais. (recomendado)

Thin Provision – neste tipo de disco apenas um espaço mínimo é utilizado no momento da sua criação. A medida que mais espaço físico for sendo necessário, o disco vai aumentando o seu tamanho, podendo chegar até o tamanho alocado inicialmente.

Posted in UCS | Leave a Comment »

Checksum de MD5 das ISOs no UCS

Posted by ligiavillarinho em 27/06/2014

Dica do colega: Rodrigo Estigoni.

Quando realizamos um download de alguma imagem (.ISO) da Cisco, por habito sempre checamos o MD5 existem diversos softwares para isso mas essa ISO poder vir a ser corrompida ao realizar o upload para o DataStore da UCS porém existe um check de MD5 que pode ser realizado via acesso SSH na UCS.

 

1º Passo:  Acesse o site da Cisco e anote a informação de MD5 correspondente a imagem.

MD5 Checksum:7c612a68057ed55771be9caf7b8d8084

image

– 2º Passo:  Após realizar o upload para o DataStore da UCS, anote exatamente o caminho onde a imagem foi salva.

No nosso exemplo vamos realizar o checksum md5 duas vezes de uma mesma imagem salva em locais distintos.

image

Caminho 1 – datastore2/UCSInstall_UCOS_9.1.2.12900-11.sgn.iso

image

Caminho 2 – datastore2/Cisco ISO/UCSInstall_UCOS_9.1.2.12900-11.sgn.iso

image

– 3º Passo:  Habilite o acesso SSH na UCS.

Aba Configuration>Security Profile> Properties

image

SSH>Options

Selecione a mais adequada ao seu ambiente.

image

 

– 4º Passo:  Acesse a UCS via SSH.

Aplique o comando

/bin/md5sum /vmfs/volumes/CaminhoStorage/Arquivo.iso

 

Exemplo 1:

/bin/md5sum /vmfs/volumes/datastore2/UCSInstall_UCOS_9.1.2.12900-11.sgn.iso

image

 

Exemplo 2:

Observe que após o md5sum foi necessario incluir ” (aspas duplas) pois a pasta Cisco ISO onde está salvo a imagem contém espaço no nome e o Linux não indentifica espaço.

/bin/md5sum “/vmfs/volumes/datastore2/Cisco ISO/UCSInstall_UCOS_9.1.2.12900-11.sgn.iso”

image

-5º Passo: 

Verifique se o MD5 gerado corresponde ao coletado no site da Cisco

Site Cisco – MD5 Checksum: 7c612a68057ed55771be9caf7b8d8084

      UCS –   MD5 Checksum: 7c612a68057ed55771be9caf7b8d8084

Posted in Callmanager, UCS | 1 Comment »

Dimensionamento de UCS para UC Applications

Posted by loliveira em 11/03/2014

Ferramenta muito util para dimensionar a instalação das aplicações UC em UCS´s.

http://tools.cisco.com/ucs

Basta selecionar o Servidor (modelo da UCS) que a ferramenta lhe fornece as informações referente a capacidade do Hardware, após isso basta arrastas as aplicações UC para o o servidor e visualizar o consumo do hardware por cada aplicação. Veja o exemplo abaixo com base em uma Blade 230 M2.

ucsapp

Show di bola !

Posted in UCS | Leave a Comment »

Configurando uma UCS – B Series

Posted by loliveira em 14/04/2013

Para quem não conhece o UCS série B é um servidor da Cisco que funciona com blades onde é possivel virtualizar “o mundo” ali dentro.

Eu sempre tive vontade de aprender mais sobre essas soluções que a Cisco oferece (e acredito que ainda irei focar nisso futuramente) e até hoje tive apenas uma oportunidade de mexer em uma e fiquei um pouco perdido…. enfim … o intuito deste post é mostrar como é fácil conhecer e aprender atualmente utilizando ferramentas publicas como o Youtube (sem mencionar que isso depende principalmente da boa vontade de especialistas que divulgam seus conhecimentos para a nossa comunidade).

Vejam o que estes profissionais fizeram em pouquíssimos minutos, desde tirar a UCB-B da caixa até sua configuração.

Adding a new UCS Chassis – Part 1
http://www.youtube.com/watch?v=RS231c_awFw

 

Adding a new UCS Chassis – Part 2
http://www.youtube.com/watch?v=g-_Oq1uEp7M

 

Já que o mundo Unified Communications está passando a ser virtualizado, quanto antes aprendermos a lidar com essas “caixas” novas, melhor !

Posted in UCS | Leave a Comment »

Unified Computing System – Overview de virtualização

Posted by gvillarinho em 22/05/2012

UCS, Unified Computing System, é o novo ( não tão novo ) caixa que a Cisco está fabricando de alta performance para ambientes virtualizados.

Mas que raios estou colocando virtualização em um blog de UC ?
Simples, uma das grandes vantagens de se adquirir o UCS é poder realizar um deploy de diversas soluções de UC em uma mesma caixa, lembrando sempre seu limite de hardware para não haver “sobreposição de recursos”. Por exemplo, com um UCS-C Series 210-M2 (explicarei mais abaixo) podemos subir uma média de 6 a 8 aplicações de UC tranquilamente.

O que é virtualização ?
Virtualização é um conceito de separar o vinculo que temos que instalar um Sistema Operacional/Aplicação em uma maquina física, instalando assim o Sistema Operacional/Aplicação em uma maquina virtual. Imagine que você possui uma empresa e precisa subir um servidor de e-mail , um servidor de arquivos, um servidor de impressão, um servidor para proxy e/ou muitos outros, você iria precisar de pelo menos neste cenário uns 4 servidores, assim ocupando espaço no seu rack, infraestrutura e energia elétrica. Bem, com a virtualização poderíamos subir todas essas aplicações em uma única caixa física.

Como a “coisa” funciona ?
Assim que você está com seu servidor novinho para utilizar virtualização nele, você instala o Sistema Operacional que controlará todos os recursos e maquinas virtuais, este é chamado de HOST OS. No ambiente de UCS da Cisco, está homologado a utilização do Vmware ESXi 4.0, 4.1 e 5.0(está ultima versão 5.0 não recomendo ainda até a data em que este post foi escrito, pois algumas aplicações de UC não suportam, então minha sugestão é utilizar a versão 4.1).

Depois de instalar o HOST OS, partimos para a criação das maquinas virtuais, podemos criar tanto manualmente, podendo assim escolher quantos cores de processador, memoria e espaço em disco iremos utilizar, quanto templates prontos chamados de OVA (Open Virtualization Archive, este nome pode ser exclusivo ou conceituado pela VMWARE, não tenho certeza, pois foi à única solução que tenho conhecimento). Depois de criar as maquinas virtuais, iremos instalar o Sistema Operacional/Aplicação que chamamos de GUEST OS e pronto, sua maquina estará pronto para uso.

Cisco UCS

A Cisco dividiu em dois tipos de hardwares, a serie B e serie C, sendo a serie B em Blades e a serie C sendo em rackmount. Tive a oportunidade de realizar um projeto com UCS-C210M2, 2 processadores com 4 núcleos cada, 48GB de memoria RAM e 10 disco de 146GB de HD.

 

UCS-C210M2

Claro que este artigo é apenas um resumo da solução. Para saber mais de UC em ambientes virtualizados acesse http://docwiki.cisco.com/wiki/Unified_Communications_in_a_Virtualized_Environment

Posted in UCS | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: